Um Mundo Encantado Chamado Débora...

Débora Duarte é um universo à parte.

Um jeito mágico de ser e de se dar - na vida e na missão que tem de nos carregar a todos nas suas personagens e nos seus versos...

Um infinito.

Um mistério da Beleza e da Arte!

Um brilho que é próprio e único.


Uma irradiação de grandiosidade, de verdade, de amor... constantes.

..."Um verdadeiro sabor", como a definiu o cantor e compositor Antônio Marcos, que tanto a amou enquanto viveu...

Débora é a plenitude de talento, a estrela definitiva.

A Actriz que, mais que actriz, é Escola. A Poetisa que, mais que poetisa, é Vida. A Mulher que, mais que mulher, é Musa: feita de amor e feita para amar... para sempre!



Débora Susan, de seu nome, e Duke, de apelido - o qual herdou do seu pai biológico norte-americano, Douglas Duke, músico. Marisa Sanches era a sua Mãe, actriz. Lima Duarte foi e é o seu Pai, actor, e a ele foi buscar o nome com que se entregou toda à Arte: Débora Duarte.

Nascida a marcar a metade do século XX e ao mesmo tempo que a Televisão, no ano de 1950, no dia 2 de Janeiro, na cidade brasileira de São Paulo, Débora já trazia em si a arte como predestinação. Cinco anos depois de nascer, já lhe era notado o talento surpreendente e tornava-se actriz na antiga TV Tupi, onde seus pais, Marisa e Lima, trabalhavam.



Daí à consagração como uma das estrelas maiores da teledramaturgia brasileira foi um passo!

Criadora de um manancial de personagens antológicas e fascinantes, de novelas, séries e minisséries, ao longo dos anos '50, '60, '70, '80, '90 e '00, Débora é a actriz brasileira que mais trabalhos televisivos fez, mas nunca se limitou à teledramaturgia, fazendo com absoluta maestria, também, teatro e cinema.



Dona de uma arte única e apaixonante de representar, famosa pela força, intensidade e vitalidade com que compõe e engrandece cada personagem e faz de cada uma delas uma viagem para quem assiste, Débora é admirada e amada também pela sua personalidade igualmente forte, intensa, vital e inspiradora.

Uma força da Natureza que é um jeito tão natural de ser!...


"Eu espero em paz a paz que eu poderei dar"
DÉBORA DUARTE


2 comentários:

Raíssa disse...

Nunca vi uma pessoa saber descrevê-la tão bem assim. Parece mesmo q só Carolina tem esse dom. Sabe falar de Débora como ninguém mais sabe.
COISA MAIS LINDA DO MUNDO...

mely disse...

Sem duvida...
Retrato fiel da Débora.
Lindissimo,imagino a Débora Duarte se ler isto...eu sentir me ia extremamente lisonjeada e orgulhosa de mim própria.Porque não é pouca coisa provocar esse efeito em tantas pessoas..e ainda que fosse só uma, ainda que fosse só a Carolina, para mim já valia a pena o meu trabalho xD

Melissa

Postar um comentário